Prevention and Care of Common Kidney Diseases at Single ClickA incidência de doenças renais tem aumentado rapidamente. Venha fazer parte dos que assumiram a missão de prevenir e cuidar dos problemas renais.

« Table of Contents

Capítulo 18: Infecção do Trato Urinário

Topics
  • Infecção do Trato Urinário
  • Sintomas
  • Diagnóstico
  • Tratamento

Capítulo 18

Infecção do Trato Urinário

Rim, ureter, bexiga e uretra fazem parte do sistema urinário. A infecção do trato urinário é uma infecção bacteriana que afeta qualquer parte do trato urinário. Trata-se da segunda mais comum das infecções do corpo.

Quais são os sintomas da infecção do trato urinário?

Os sintomas da infecção podem variar devido à gravidade da infecção, à idade e ao local da infecção no trato urinário.

Os sintomas mais comuns da infecção do trato urinário são:

  • Ardência ou dores durante micção.
  • Micção frequente e urgência de urinar.
  • Febre e mal-estar.
  • Urina com mau cheiro e turva.

Sintomas devidos à infecção da bexiga (cistite)

  • Mal-estar na parte inferior do abdômen.
  • Micção frequente e dolorosa e pequenas quantidades de urina.
  • Geralmente febre baixa sem dores na região lombar.
  • Sangue na urina.

Sintomas do trato superior urinário devido a infecção (pielonefrite)

  • Dores na parte superior das costas e nos flancos.
  • Febre alta com calafrios.
  • Náuseas, vômitos, fraqueza, fadiga e mal-estar geral.
Ardência e micção frequente são sinais
comuns da infecção do trato urinário.
126. Previna-se Salve Seus Rins
  • Nos pacientes idosos, alterações e confusão mental.
  • Esta é a condição mais séria da infecção do trato urinário. O tratamento inadequado e tardio pode colocar a vida em risco.

Quais são causas de infecções recorrentes do trato urinário?

As principais causas de infecções recorrentes são:

  1. Obstrução do trato urinário: Muitas condições que levam à obstrução do trato urinário podem causar infecções do trato urinário.
  2. Sexo Feminino: Devido à uretra ser curta, as mulheres são mais sensíveis do que os homems a infecções do trato urinário.
  3. Relações sexuais: Mulheres sexualmente mais ativas estão mais inclinadas á infecção do trato urinário do que o não ativas.
  4. Cálculos renais : As pedras nos rins, no ureter ou na bexiga podem bloquear a passagem da urina e aumentar o risco da infecção do trato urinário.
  5. Catéterização urinária: Pessoas com catéteres internos têm maior riscio de infecção do trato urinário.
  6. Anomalias congênitas do trato urinário: Crianças com anomalias congênitas do trato urinário, como refluxo vesicoureteral (quando a urina se movimenta em direção inversa da bexiga ao ureter) e a válvula de uretra posterior têm maior risco de infecção do trato urinário.
  7. Hiperplasia benigna da próstata : Homens acima de 60 anos devido ao aumento da próstata (hiperplasia benigna da próstata) estão sujeitos à infecção do trato urinário.
A obstrução do trato urinário é uma causa
importante de infecções recorrentes.
Cap. 18 Infecção do Trato Urinário 127.
  1. Sistema imune suprimido: Pacientes com diabete, HIV ou câncer correm grande risco de ter infecção do trato urinário.
  2. Outras causas: Estreitamento da uretra ou ureter, tuberculose do trato genitourinário, bexiga neurogênica ou bexiga com divertículos.

Infecções recorrentes do trato urinário podem causar lesões no rim?

Nos adultos, repetidas infecções do trato urinário geralmente não causam lesões nos rins. Mas podem causá-las se houver predisposição, fatores como cálculos, obtrução ou estreitamento da passagem da urina não corrigidos.

Porém, em crianças pequenas, a demora ou o tratamento impróprio da infecção pode causar lesão irreversível ao rim em crescimento, o que pode resultar em redução das funções renais e pressão arterial alta mais tarde. Portanto, o problema da infecção do trato urinário é mais grave nas crianças do que em adultos.

Diagnóstico de infecção do trato urinário

Investigações são feitas a fim de diagnosticar a gravidade da infecção do trato urinário. Em uma pessoa com complicações ou repetidas infecções do trato urinário, fazem-se diversos exames para diagnosticar as predisposições ou os fatores de risco.

Investigações básicas para infecção do trato urinário

1. Exame de urina

O principal exame para verificar se há infecção do trato urinário é o de urina, preferivelmente a primeira da manhã. No exame microscópico, a presença significativa de células brancas é

As infecções do trato urinário geralmente não causam danos aos
rins nos adultos se não houver bloqueio da passagem da urina.
128. Previna-se Salve Seus Rins

sugestiva da presença de infecção do trato urinário, mas sua ausência não exclui a ITU.

Exame de urina com fita reagente (leucócito estearese e nitrito) são exames proveitosos que podem sêr feitos na clínica ou em casa; o resultado positivo do exame de urina com fita reagente sugere infecção do trato urinário e tais pacientes necessitam de maior avaliação. A intensidade da mudança da cor é proporcional ao número de bactérias na urina. O exame de urina com fita reagente para infecção do trato urinário não é largamente acessível na Brasil.

2. Cultura de urina e teste de sensibilidade

O padrão ouro para diagnóstico a infecção do trato urinário é o exame de cultura da urina e o mesmo deve ser feito antes de começar o tratamento com antibióticos. A cultura de urina é recomendada em casos complicados ou resistentes de infecção do trato urinário e em alguns casos para confirmar o diagnóstico clínico da infeção do trato urinário.

A cultura de urina leva cerca de 48-72 horas e sua desvantagem é o tempo signiificativo entre a coleta da amostra e o resultado.

Nom base da natureza do crescimento do organismo na cultura da urina, a presença e a gravidade do tipo do organismo responsável pode ser determinada.

A cultura de urina identifica a bactéria específica que está causando a infecção e determina o tipo de antibióticos a serem usados para o tratamento.

A fim de evitar possível contaminação da amostra da urina, a pessoa é instruída a primeiro limpar a área genital e coletar a urina no

A cultura de urina e teste de sensibilidade são exames
importantes no diagnóstico da infecção do trato urinário.
Cap. 18 Infecção do Trato Urinário 129.

meio do jato em um frasco esterilizado. Outras métodos para coleta de cultura de urina são aspiração supra- púbica, por catéter ou saco coletor.

A cultura de urina e teste de sensibilidade são exames importantes no diagnóstico da infecção do trato urinário.

3. Exames de sangue

Os exames de sangue geralmente executados em caso de infecção de trato urinário são, hemoglobina, contagem total e diferencial das células brancas, ureia, creatinina, glicose e proteína C reativa.

Investigações para diagnosticar fatores existentes e riscos

Caso a infecção não melhore com o tratamento ou se houver repetição das infecções, exames suplementares - citados abaixo - devem ser feitos para detectar predisposições adjacentes ou fatores de risco

  1. Ultra-som e raio X do abdômen.
  2. Tomografia computadorizada Ressonância magnética do abdômen.
  3. Uretocistografia miccional.
  4. Urografia excretora.
  5. Exame microscópico de urina para tuberculose.
  6. Cistoscopia: feito por urologista, que examina o interior dabexiga com aparelho especial, chamado cistoscópio.
  7. Exame ginecológico.
  8. Urodinâmica.
  9. Hemograma completo e hemoculturas.
Para o sucesso do tratamento da infecção do trato urinário,
é essencial diagnosticar fatores de predisposição.
130. Previna-se Salve Seus Rins

Prevenção da infeccção do trato urinário

  1. Beber cerca de 3 a 4 litros de líquidos diariamente. Isto ajuda diluir a urina e limpar as bactérias da bexiga e do trato urinário.
  2. Deve-se urinar a cada 2 ou 3 horas. Não se deve adiar a ida ao banheiro. Manter urina na bexiga por longo tempo resulta em oportunidade para a bactéria crescer.
  3. Consumir alimentos contendo vitamina "C" ácido ascórbico ou suco de cranberry para tornar a urina, acída, e reduzir o aumento da bactéria.
  4. Evitar prisão do ventre ou tratá-la imediatamente.
  5. Mulheres devem usar o papel higiênico de de frente para trás (não de trás para frente). Este hábito evita de a bactéria da região anal se espalhar para a vagina e a uretra.
  6. Limpar áreas genital e anal antes e depois do ato sexual. Urinar antes do ato sexual e beber um copo de água depois do ato sexual.
  7. Mulheres devem usar roupas ímtimas apenas de algodão. Evitar calças apertadas e roupas íntimas de nylon.
  8. Repetidas infecções do trato urinário depois de atividade sexual podem ser efetivamente evitadas tomando uma dose de antibiótico depois do contato sexual.

Tratamento da infecção do trato urinário

Tratamento em geral

Beba muita água. Caso a pessoa esteja muito doente, desidratada ou sem condições de beber líquidos via oral por causa de vômitos, deve ser internada para administração de líquidos IV.

Tomar medicamentos para reduzir febre e dores. Bolsas de água

É essencial beber muita água para prevenir
e tratar a infecção do trato urinário.
Cap. 18 Infecção do Trato Urinário 131.

quente reduzem a dor. Evitar café, álcool, fumo e comida com condimentos, porque irritam a bexiga. Seguir todas as medidas preventivas para a infecção do trato urinário.

Tratamento do trato urinário inferior (cistite e infecções brandas)

Em mulheres saudáveis, em geral bastam antibióticos administrados por três dias. Alguns médicos preferem prescrever antibióticos por sete dias. Às vezes, uma s ó dose de antibióticos é administrada. Homems adultos com infecção do trato urinário necessitam de 7 a 14 dias de antibióticos. Os antibióticos comumente usados são: trimetropim, cefalosporins, nitrofurantoína e quinolonas.

Tratamento de doença grave dos rins (piielonefrite)

Pacientes com infecção renal moderada a severa, os que têm sintomas graves e pacientes graves necessitam de hospitalização. Faz-se cultura de urina e sangue antes da terapia para identificar a bactéria causadora e escolher os antibióticos adequados. Pacientes são tratados com líquidos IV e antibióticos ministrados por via intravenosa durante vários dias, a seguir 10 a 14 dias de antibióticos via oral. Sendo baixa a resposta aos antibióticos IV (notadamente com sintomas de febre persistente, piora da função renal), fazer exame de imagem. Deve-se fazer follow up do exame de urina para avaliar a resposta à terapia.

Infecção do trato urinário recorrente

Em pacientes com infecção do trato urinário recorrente, é essencial a devida indentificação das causas fundamentais. Tratamento específico ou cirúrgico é planejado de acordo com a causa

Tratamento de infecção grave (pielonefrite) necessita de
hospitalização e antibióticos por via intravenosa.
132. Previna-se Salve Seus Rins

fundamental. Estes pacientes tem que continuar as consultas e seguir medidas preventivas e terapia preventiva de antibióticos de longo prazo.

Quando deve o paciente com infecção do trato urinário consultar o médico?

O paciente deve consultar o médico imediatamente quando:

  • O volume de urina diminui ou há parada total de urina.
  • Febre alta e persistente, calafrios, dores das costas e urina turva ou de cor vermelha.
  • Vômitos severos ou dores nos músculos.
  • Queda de pressão arterial.
Febre alta e persistente, calafrios, dores das costas, ardência
na micção e urina turva requerem atenção imediata.
wikipedia
Indian Society of Nephrology
nkf
kidneyindia
magyar nephrological tarsasag